Percepção de Agricultores Sobre Desafios e Contribuições de Sistemas Agroflorestais Biodiversos à Melhoria Ambiental e à Qualidade de Vida das Famílias

  • Jaqueline Silva Nascimento Universidade Federal da Grande Dourados
  • Patrícia Rochefeler Agostinho
  • Haroldo Borges Gomes
  • Gleicy Jardi Bezerra
  • Milton Parron Parron Padovan
Palavras-chave: agricultura familiar, serviços ambientais, diversidade florestal

Resumo

Com esse trabalho objetivou-se conhecer a percepção dos agricultores sobre desafios envolvendo sistemas agroflorestais biodiversos (SAFs), bem como contribuições desses sistemas à melhoria ambiental e à qualidade de vida das famílias envolvidas. O estudo foi realizado em cinco SAFs na região Oeste de São Paulo. Após a identificação dos SAFs existentes na região, foi aplicado um questionário com os agricultores responsáveis, utilizando-se um roteiro semiestruturado, para identificar os processos e objetivos de implantação do SAFs, manejo e tratos culturais, serviços ambientais, agregação de valor e geração de renda. Realizou-se, também, o levantamento florístico do componente arbóreo e arbustivo, no qual foi avaliado a diversidade e densidade florística das espécies. As informações foram processadas eletronicamente, utilizando-se o software Statistical Package for the Social Sciences – SPSS. Com base na percepção dos agricultores, os SAFs contribuem para produção de alimentos, geração de renda e recuperação ambiental, através da prestação de serviços ambientais. No entanto, os poucos canais de comercialização, baixa infraestrutura, pouca agregação de valor e a falta de controle financeiro, prejudicam a eficiência máxima de aproveitamento dos recursos naturais prestados pelos SAFs. Como alternativa, o levantamento florístico, mostra uma riqueza de espécies com potencial para ser melhor utilizado, principalmente as frutíferas que contribuem com a produção de alimentos para subsistência das famílias.

Publicado
2019-01-04
Seção
AGROECOL - Sistemas agroflorestais em bases agroecológicas