Consumo Responsável e Economia Solidária como Estratégia de Comercialização para Agricultura Familiar

  • Pamella Mattar Mira UFSCar Araras
  • Camila Silva Iunes UFSCar Araras
  • Luiz Octávio Ramos-Filho Embrapa Meio Ambiente
  • Marcos Corrêa Neves Embrapa Meio Ambiente
  • Joel Leandro de Queiroga Embrapa Meio Ambiente
Palavras-chave: consumo consciente, circuitos curtos de comercialização, agroecologia, comunidades rurais

Resumo

Este trabalho apresenta uma breve revisão bibliográfica, com o objetivo de exemplificar experiências alternativas de comercialização de produtos agroecológicos no âmbito da economia solidária e consumo responsável, voltadas à agricultura familiar. A partir de levantamento amostral na literatura, foram selecionados trabalhos relativos a experiências no Estado de São Paulo, visando uma caracterização dessas experiências e assim identificar os aspectos positivos e principais desafios intrínsecos a essas modalidades de comercialização. Foram encontradas iniciativas positivas descritas na literatura, que comprovam a participação da agricultura familiar conjuntamente a consumidores conscientes para construção de um novo modelo econômico onde haja a discussão dos processos de produção, logística e segurança alimentar. Apesar dos desafios relacionados à organização autogestionada ou centralizada, as iniciativas têm participação relevante na comercialização. Em que pese os desafios envolvidos, as experiências concretas de comercialização baseadas na economia solidária mostram evidências de serem mais vantajosas tanto para os agricultores e consumidores envolvidos, quanto para o meio ambiente e seus processos

Publicado
2018-12-29
Seção
AGROECOL - Redes de Comercialização de Produtos Agroecológicos e Economia Solid