Agricultura Convencional x Agricultura Sintrópica: Um Estudo Comparativo Entre as Práticas de Produção

  • José Edeval Avila Universidade Federal da Fronteira Sul
  • Marcos Paulo Bertolini Universidade Federal da Fronteira Sul
  • Luis Alberto Lima Universidade Federal da Fronteira Sul
  • Juliana Martins Vaz Universidade Federal da Fronteira Sul
  • Ceyça Lia Palerosi Borges Universidade Federal da Fronteira Sul
Palavras-chave: Manejo, Agroecossistemas, Revolução Verde

Resumo

A Revolução Verde chegou aos agricultores como um pacote tecnológico com a intenção de acabar com a fome no mundo. Porém resultou no empobrecimento dos agricultores e dos agroecossistemas. Surge então a necessidade de se pensar em novos modelos, como a agricultura sintrópica que é uma alternativa de produção sustentável. Objetivou-se com esse trabalho realizar um estudo de caso comparativo entre a agricultura sintrópica e agricultura convencional quanto aos manejos adotados nos sistemas. Através da observação e de entrevista semi-estruturada na unidade de produção em Missal-PR, ressalta-se que a agricultura sintrópica busca ser autossuficiente quanto aos insumos, procurando gerar maior produtividade e renda com menor custo. Os principais aspectos divergentes entre os sistemas são a diversidade e o manejo adotados onde na agricultura sintrópica se preconiza a ciclagem de nutrientes e a regulação natural, diferente do manejo curativo adotado na agricultura convencional.

Publicado
2019-02-15