O KitSAF como ação governamental para promover restauração florestal por agricultores familiares no cerrado baiano

  • TRINDADE, Jamile Patrícia Barbosa Secretaria de Meio Ambiente do Estado da Bahia, DIEAS – Diretoria de Educação Ambiental para Sustentabilidade
  • CANÁRIO, Silvana Neuza Pereira Secretaria de Meio Ambiente do Estado da Bahia, DIEAS – Diretoria de Educação Ambiental para Sustentabilidade
  • LIMA, Camila Silva de Secretaria de Meio Ambiente do Estado da Bahia, DIEAS – Diretoria de Educação Ambiental para Sustentabilidade
  • PEREIRA, Vitor Alberto de Matos Secretaria de Meio Ambiente do Estado da Bahia, DPBio – Diretoria de Políticas de Biodiversidade e Florestas
  • MOREIRA, Eduardo Silva Instituto de Meio Ambiente e Recursos Hídricos – Unidade Regional de Santa Maria da Vitória – BA
Palavras-chave: Sistemas agroflorestais, Agroecologia, Programa Cerrado Bahia, Recuperação de áreas degradadas

Resumo

A região oeste da Bahia representa uma importante fronteira agrícola do Brasil, por apresentar
solos bem desenvolvidos, regime de precipitação bem definido, topografia e potencial
hídrico, propícios para as atividades do agronegócio. É uma região importante também
para a conservação do cerrado, um dos biomas brasileiros mais ricos em heterogeneidade
e biodiversidade, mas que vem sofrendo crescente desmatamento e danos ambientais decorrentes
da supressão de vegetação e incêndios florestais. O Programa Cerrado Bahia é
uma iniciativa que surge para promover a redução contínua da taxa de desmatamento e a
ocorrência de incêndios florestais no Cerrado e que tem como uma de suas importantes
ações, o Kit SAF, o qual vincula ações de recuperação de passivos ambientais em pequenas
propriedades rurais (através do fornecimento de materiais e insumos agrícolas) a
processos de formação e assistência técnica, associados aos princípios agroecológicos. O
objetivo das atividades que compõem o Kit SAF é a capacitação de agricultores familiares
para facilitar a transição da unidade agrícola familiar para sistemas produtivos de base ecológica,
contribuindo para a recuperação de áreas degradadas, a conservação do cerrado
baiano e a melhoria da qualidade de vida do pequeno agricultor. O Kit SAF contempla oficinas
de Diagnóstico, Colheita de Sementes nativas do cerrado, Capacitação em Sistemas
Agroflorestais Sucessionais, Viveirismo e produção de mudas, Práticas alternativas ao uso
do fogo e Construção de Projetos. Os princípios agroecológicos e os sistemas agroflorestais
são o cerne dessa experiência, a qual tem demonstrado resultados satisfatórios, com
participação cada vez mais efetiva das comunidades beneficiadas pelo Programa.

Publicado
2018-08-19