A contribuição das mulheres para a agricultura Apinajé

  • LIMA, Vanusa da Silva Universidade de Brasília
Palavras-chave: cerrado, conhecimentos tradicionais, agrobiodiversidade

Resumo

O artigo arranja breve explanação sobre a contribuição da mulher Apinajé no cotidiano das
aldeias, sobretudo a lida no roçado com as várias etapas sob a responsabilidade das mulheres.
O trabalho tem como objetivo apresentar as atividades de manejo e cultivo de plantação
das mulheres indígenas e o impacto de tais ações para a preservação, manutenção e uso responsável
do cerrado brasileiro. As situações mencionadas foram observadas ao longo de três
anos de convívio com o povo indígena, por meio da observação participante, aliada a entrevistas
e relatórios técnicos. Pretendo com isso, afirmar que mesmo sem nomear como agroecologia,
as ações por si só confirmam essa dinâmica. Além de apresentar estas mulheres como
“mães do cerrado”, as apresento como elos principais na transmissão de conhecimentos tradicionais
para as gerações herdeiras do bioma, e de um peculiar modo de vida, convivência
responsável, amorosa e harmoniosa com a terra, e todos os seus outros ocupantes.

Publicado
2018-08-19