Classificação de Antropossolo em ambiente litorâneo: o caso sobre falésia em Anchieta (ES)

  • Rafael Cardoso Teixeira
  • Pablo de Azevedo Rocha
  • André Luiz Lopes de Faria
  • Liovando Marciano da Costa
Palavras-chave: Ação antrópica., Falésia., S´´odio.

Resumo

Em ambientes alterados por ações antrópicas, os Antropossolos tendem a se tornar parte complementar da paisagem e devem ser reconhecidos perante as suas peculiares características, pois modificam a morfologia da paisagem com a formação de novas feições. Os Antropossolos são formados exclusivamente por ação direta das atividades antrópicas e são constituídos por uma ou mais camadas compostas de materiais orgânicos ou minerais, e devem possuir espessura mínima de 40 cm. O presente trabalho avaliou propriedades químicas, físicas e morfológicas de um Antropossolo localizado sobre uma falésia no município de Anchieta-ES. Buscando realizar a classificação para o perfil coletado. O Antropossolo analisado se encontra sobre uma falésia próxima à linha de praia, onde houve a adição de camadas antrópicas, a fertilização, o plantio e consequente desenvolvimento de vegetação do tipo pinus. Assim, em razão das análises físicas e químicas, observou-se neste Antropossolo a descontinuidade física e química entre as camadas, devido ao não tempo hábil para o desenvolvimento pedogenético por completo e perceptível ao longo do perfil. Portanto, de acordo com as análises químicas e a descrição morfológica, o solo foi classificado como Antropossolo Sômico Camádico Eutrófico (Sódico).

Publicado
2020-03-31