A construção do conhecimento agroecológico a partir da infância

  • Maria do Carmo Couto Teixeira Universidade Federal de Viçosa
  • Ana Rosa Picanço Moreira Universidade Federal de Juiz de Fora
Palavras-chave: Empoderamento., Brincar com a natureza., Agroecologia.

Resumo

A agroecologia é um fenômeno relativamente novo que vem se caracterizando como um espaço de resistência à lógica capitalista no âmbito da agricultura e da sociedade. Como ciência, prática e movimento, a agroecologia é multidisciplinar, resignificando práticas tradicionais de manejo de agroecossistemas e se vinculando às lutas camponesas. As crianças são sujeitas históricos, participando ativamente dos processos sociais que se inserem. São seres da cultura, mas simultaneamente da natureza, são apaixonadas por espaços livres em contato com a natureza. Estudos recentes apontam a existência de conexões entre a degradação ambiental e as condições de emparedamento em que as crianças se encontram. O objetivo é refletir sobre o que as crianças aprendem brincando livremente com a natureza que pode contribuir, tanto para a preservação ambiental como para a construção do conhecimento agroecológico. A partir da observação de crianças brincando livremente na e com a natureza, nos diferentes contextos das dinâmicas locais e territoriais, a pesquisa aponta que o processo criativo de brincar com a terra, com a água, com o ar, com os bichos, com as plantas, com as pedras, galhos, tocos, folhas e flores, faz emergir nas crianças uma relação afetiva com a natureza, promovendo a compreensão das interrelações entre os elementos e da dinâmica da natureza. Concluindo, os conhecimentos que as crianças constroem brincando com a natureza não são racionais, são sensoriais e se constituem a base para conhecimentos agroecológicos mais sofisticados.

Publicado
2020-04-08