CONTRIBUIÇÕES DO PRONAF MULHER E DO PAA NO COTIDIANO DAS MULHERES RURAIS DE ARACRUZ/ES: UMA ANÁLISE A PARTIR DA PERSPECTIVA DE GÊNERO

  • Laura M.G. DUARTE
  • Márcia Roziane ZUMAK
Palavras-chave: Mulheres Rurais, Políticas Públicas, Relações de Gêneroo

Resumo

As políticas públicas para a agricultura familiar com recorte de gênero têm papel central na inclusão produtiva das mulheres rurais. Suas ações vão no sentido de incentivar e visibilizar a produção das mulheres e contribuir para o protagonismo das agricultoras no desenvolvimento rural. O Censo Agropecuário de 2006 apontou que grande parte das mulheres rurais continua na invisibilidade produtiva. Parece haver um hiato entre o papel dessas políticas públicas e o protagonismo das mulheres rurais. A pesquisa foi investigar as possíveis contribuições do Pronaf Mulher e do Programa de Aquisição de Alimentos no cotidiano de mulheres rurais de Aracruz, ES. Essas contribuições foram analisadas nas esferas produtiva e reprodutiva para identificar qual o efeito destas políticas na divisão justa do trabalho, no empoderamento pessoal das mulheres rurais e nas relações desiguais de poder entre os gêneros.

Publicado
2020-05-12
Seção
CIFA - Feminismos, Agroecologia e Economia Solidária