Produção e Caracterização morfológica de Mudas de Anadenanthera peregrina (L.) Speg. em Diferentes Tipos de Substratos

  • Ana Clara Carneiro Fonseca Universidade Federal do Tocantins, Curso de engenharia florestal
  • Renata Carvalho da Silva Universidade Federal do Paraná
  • Bruno Aurélio Campos Aguiar Universidade de Brasília
  • Priscila Bezerra de Souza Universidade Federal do Tocantins
Palavras-chave: Angico-vermelho. Casa de vegetação. Desenvolvimento inicial. Fabaceae. Substratos alternativos.

Resumo

Objetivou-se produzir e avaliar as características morfológicas de mudas de Anadenanthera peregrina (L.) Speg. em diferentes tipos de substratos, a fim de indicar o melhor substrato para seu desenvolvimento. O experimento foi conduzido em delineamento inteiramente casualizado, com 18 tratamentos e 11 repetições. Para compor os substratos foram utilizados: Terra de Subsolo (TS), Casca de Arroz Carbonizada (CAC), Casca de Arroz in natura (CAIN), Serragem (S), Esterco Bovino (EB), Pó de coco (PC) e Substrato Comercial BIOFLORA® (SC). Os parâmetros morfológicos utilizados nas avaliações foram: Altura da Planta, Diâmetro do Coleto, Peso de Matéria Seca Total, Peso de Matéria Seca da Parte Aérea, Peso de Matéria Seca das Raízes e o Índice de Qualidade de Dickson. O tratamento que apresentou maior IQD foi o tratamento terra de subsolo + esterco bovino com proporção de 50:50. A utilização de resíduos industriais auxilia na produção de mudas, bem como para uma reutilização de um produto.

Publicado
2020-12-02