Implementação de Maracujá (Passiflora edulis) em Sistemas Agroflorestais de Sucessionais, Município de Monteagudo - Bolívia

  • Alberto Vargas Nuñez Carrera de Ingeniería Agroforestal. Facultad de Ciencias Agrarias. Universidad San Francisco Xavier de Chuquisaca. Monteagudo, Bolivia
  • Marco Antonio Barrientos Pinto Carrera de Administración Agropecuaria. Facultad de Ciencias Agrarias
Palavras-chave: Sistema agroflorestal sucessional, maracujá, rendimento, feijão.

Resumo

 

O presente trabalho realizou-se no Centro de Pesquisa Agroflorestal e Agroadministrativa El Bañado, do município de Monteagudo, Chuquisaca - Bolívia. O objetivo foi avaliar o comportamento do maracujá (Passiflora edulis) em sistemas agroflorestais sucessionais (SAFs), para melhorar a diversificação produtiva da região. A metodologia empregada se fundamentou no estabelecimento de uma parcela de maracujá em sistemas agroflorestais sob um desenho estratificado. As variáveis avaliadas do maracujá foram: altura da planta e diâmetro dos caules e no feijão: altura da planta, área foliar, número de vagens por planta, número de grãos por vagem e rendimento em grão (kg/ha). Os resultados obtidos reportam que, para altura da planta do maracujá, a maior altura alcançou 253,00 cm aos seis meses, enquanto que aos quatro meses a altura da planta obteve uma média de 85,68 cm.  No feijão, o maior número de vagens obteve-se na variedade Pallar de Colores com 13,18 vagens/planta. Para a variável rendimento observou-se que a variedade Frejol Negro alcançou 927,73 kg/ha, seguido da Pallar Blanco com 883,18 kg/ha, concluindo-se que estas são as variedades que proporcionaram os melhores rendimentos na produção do cultivo do feijão.

Publicado
2020-11-20