Bokashi: instrumento na Agroecologia e na produção agrícola sustentável

  • Lucas Wagner Ribeiro Aragão Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul, Departamento de Química Orgânica– Unidade de Naviraí
  • Viviane Mallmann Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul, Departamento de Química Orgânica– Unidade de Naviraí
  • Rogerio César de Lara da Silva Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul, Departamento de Química Orgânica– Unidade de Naviraí
Palavras-chave: Agroecologia, Adubação orgânica, Sustentabilidade

Resumo

O Bokashi, termo em japonês que significa algo como (diluir, dissolver ou compostos orgânico) na agricultura orgânica é sinônimo de produtividade, recuperação de solo e máximo desenvolvimento vegetal.  A técnica de adubação é oriunda de um processo de fermentação de produtos vegetais e animais. E foi introduzida nas práticas de pequenos agricultores brasileiros na década de 80 por imigrantes japoneses. Onde ficou conhecido como “fermento da vida” “Adubo da independência” nomes que se referem a suas propriedades pois o Bokashi tem a potencialidade de proporcionar a demanda nutricional em macro e micronutrientes das plantas disponibiliza uma quantidade de microrganismos nativos que tendem a reformar características químicas, físicas e biológicas do solo, para assim proporcionar um bom desenvolvimento do solo e das plantas ali inseridas.

Publicado
2020-11-20