A germinação de uma rede de guardiões de sementes crioulas: resistência camponesa na preservação da agrobiodiversidade na Mata Atlântica

  • Fernando Luis Diniz D’Avila Universidade Federal do Paraná, curso Superior de Tecnologia em Agroecologia
  • Luciane Cristina De Gaspari Universidade Federal do Paraná, curso Superior de Tecnologia em Agroecologia
Palavras-chave: PAA Sementes; Banco de Germoplasma; Sementes Crioulas; Coletivo Triunfo

Resumo

O aumento de monoculturas no sudoeste do estado do Paraná e norte catarinense, localizados no Bioma Mata Atlântica no Brasil levou a erosão da agrobiodiversidade. Diante disto, o Coletivo Triunfo, grupo formado por agricultores familiares e entidades representativas viabilizou a construção de uma rede de guardiões de sementes crioulas por meio de ações de combate ao uso excessivo dos agrotóxicos, de fomento ao resgate da agrobiodiversidade e ao acesso ao Programa de Aquisição de Alimentos e ao Programa Nacional de Alimentação Escolar, da realização de feiras municipais e regionais de sementes crioulas e da agrobiodiversidade, da construção de casas de sementes e agroindústria de beneficiamento. As ações do Coletivo Triunfo levaram ao aumento da agrobiodiversidade do território e ao reconhecimento do grupo pelas organizações da Agricultura Familiar e poderes públicos como a de um ator político coletivo de formação de opinião pública e de concertação social.

Publicado
2020-11-25