MULHER E AGROECOLOGIA NO BRASIL: BIBLIOMETRIA DE DEZESSEIS ANOS DE HISTÓRIA

  • Letiane de Souza Machado
  • Edna Linhares Garcia
  • Analídia Rodolpho Petry
Palavras-chave: bibliometria; ciência; mulher; agroecologia.

Resumo

Neste artigo mapeamos a literatura brasileira sobre a mulher na agroecologia e seus
indicadores bibliográficos a partir do primeiro estudo publicado em 2004. Estudo
bibliométrico, descritivo, com análise quantitativa. A busca se deu em 4 bases científicas,
com os descritores: “mulher”, “gênero”, "agricultura", “agroecologia” e “agricultura
sustentável”, suas variações de grafia e seus similares em língua portuguesa e inglesa. Após o
processo de exclusão de duplicatas e de triagem de títulos e resumos, restaram 82 trabalhos.
Os resultados apontam para o crescimento das publicações a partir de 2013, com queda em
2019. A predominância de autoras (81,74%) demonstra uma busca das mulheres por
evidenciar o protagonismo feminino nos movimentos agroecológicos, bem como na ciência.
Somente 6 autoras publicaram mais de um trabalho na área, apontando a dispersão de autoria
na área. Dos 21 artigos em revistas científicas, 1/3 estava concentrado no mesmo periódico,
assinalando a Universidade de Santa Catarina como frente de pesquisa na temática.
Destaca-se a dispersão e descontinuidade das autorias, sugerindo a necessidade da criação de
redes de pesquisa de referência.

Publicado
2021-07-05
Seção
Trabalhos apresentados sobre Mulheres, Feminismos e Agroecologia