SOBERANIA ALIMENTAR E AGROECOLOGIA: DIREITOS HUMANOS, POLÍTICAS PÚBLICAS E EMPODERAMENTO FEMININO

  • Vera Guimarães Campos
  • Adriana Gomes do Nascimento
  • Renata de Souza Reis
Palavras-chave: soberania alimentar; mulheres ; agroecologia; direitos humanos ; políticas publicas; empoderamento feminino×

Resumo

O presente artigo tem por objetivo apresentar a agroecologia como uma ferramenta para a
consolidação da soberania alimentar e como uma estratégia para dirimir as desigualdades de gênero.
Serão apresentadas políticas públicas a nível federal que abordam os temas agroecologia e soberania
alimentar (políticas estas, que se mostram ainda insuficientes para consolidar tanto os ideários da
agroecologia, quanto a soberania alimentar, e que vêm sofrendo com retrocessos institucionais), bem
como a relevância desses temas para a vida e luta das mulheres, levando-se em conta o papel que elas
tradicionalmente ocupam, em razão de uma construção social/histórica/cultural de maiores
responsabilidades na manutenção da vida e da saúde das famílias, traçando-se um breve histórico da
luta das mulheres no âmbito do movimento agroecológico e do protagonismo feminino na luta pela
institucionalização da agroecologia.

Publicado
2021-07-09
Seção
Trabalhos apresentados sobre Mulheres, Feminismos e Agroecologia