Pandemia e consumo de alimentos orgânicos: um olhar a partir do contexto da Fronteira Oeste Gaúcha

  • Dionara Cordeiro Oyamburo Cordeiro Maciel da Silva UERGS
  • Lucas Riefel Inácio Graduando em Desenvolvimento Rural e Gestão Agroindustrial. UERGS
  • Ináya Freitas Silva Graduanda em Agronomia. UERGS
  • Laura Maciel Fernandes
  • Cláudio Becker Professor orientador, UERGS – Santana do Livramento.
Palavras-chave: Sistemas Agroalimentares Sustentáveis. Agroecologia. Segurança Alimentar.

Resumo

A pandemia provocada pelo novo coronavírus, impactou de distintas maneiras a sociedade. Um dos processos observados foi a preocupação com relação à qualidade dos alimentos consumidos. Com intuito de compreender os fenômenos relacionados ao comportamento e aos novos hábitos alimentares, o objetivo deste trabalho buscou analisar este processo a partir da realidade dos consumidores de Santana do Livramento, RS. A metodologia utilizada valeu-se de uma pesquisa via formulário eletrônico do Google com consumidores de Santana do Livramento/RS, alcançando um total de 324 respondentes, entre junho e agosto de 2021. Constatou-se que 61,4% dos consumidores alteraram seus hábitos alimentares durante a pandemia, demonstrando relação com o consumo de alimentos orgânicos. Concluiu-se que os respondentes alteraram seus hábitos alimentares, motivados pelas preocupações relacionadas à saúde. Não obstante, há dúvidas quanto à persistência destes novos hábitos no período pós pandemia.

Publicado
2022-03-23
Seção
RTA - Economias dos sistemas agroalimentares de base agroecológica