Usos e conservação de espécies e ecossistemas nativos para o fortalecimento da sociobiodiversidade no território do PAN Lagoas do Sul.

  • Júlia Kuse Taboada UFRGS
  • Tatiana Mota Miranda
  • Ricardo Silva Pereira Mello
  • Gabriela Coelho-de-Souza
Palavras-chave: Mata Atlântica, Mudanças Climáticas, Agroecossistemas

Resumo

A Mata Atlântica é um bioma com expressiva biodiversidade que se encontra ameaçado, especialmente devido às mudanças climáticas, sendo, nele, os ecossistemas costeiros uns dos mais vulneráveis. O trabalho tem como objetivo identificar e analisar os usos e manejos tradicionais da biodiversidade no território do PAN Lagoas do Sul, buscando alternativas para a conservação através da valorização dos produtos da sociobiodiversidade e da implementação e manejo de agroecossistemas enriquecidos com espécies nativas de múltiplos usos, visando a promoção das seguranças hídrica, energética e alimentar. A metodologia constou de pesquisa bibliográfica sobre usos tradicionais e distribuição das espécies, que foram avaliadas a partir de formas de vida, graus de ameaça, usos tradicionais e informações sobre cultivo e manejo. Foram selecionadas 55 espécies, distribuídas em seis tipos de ecossistemas, a partir dos critérios de múltiplos usos, valor para conservação e para a sociobiodiversidade.

Publicado
2022-03-21