As Plantas Alimentícias Não Convencionais (PANC) na língua pomerana: esgate e sistematização dos nomes populares utilizados por agricultores (as) familiares de São Lourenço do Sul, RS

resgate e sistematização dos nomes populares utilizados por agricultores (as) familiares de São Lourenço do Sul, RS

  • Léia Beatriz Sell Universidade Federal de Pelotas
  • Rafaela Bubolz
  • Joan da Silva Theis
  • Jaqueline Durigon
Palavras-chave: Agricultura familiar; conservação biocultural; etnobotânica; populações tradicionais; sociobiodiversidade.

Resumo

Grande parte dos conhecimentos tradicionais sobre as plantas alimentícias da sociobiodiversidade foi invisibilizado e alijado da sociedade durante o processo de industrialização, sendo aqueles transmitidos apenas de forma oral, os mais ameaçados. O objetivo deste trabalho foi sistematizar os nomes populares de espécies de Plantas Alimentícias Não Convencionais (PANC) na língua pomerana, utilizados por agricultores (as) de São Lourenço do Sul, RS, e construir suas respectivas grafias. As PANC foram selecionadas a partir de levantamentos etnobotânicos e das experiências do Projeto PANCPOP no Território Zona Sul. Para um total de 35 táxons, foram encontrados os nomes em pomerano para 33, sendo que 14 apresentaram dois ou mais nomes populares diferentes. Conjuntamente com o resgate das espécies de PANC, a grafia e compreensão dos seus nomes populares na língua pomerana contribuem para a troca de conhecimentos e para a conservação biocultural dessas populações tradicionais.

Publicado
2022-03-21