Inoculação com Azospirillum brasilense em cultivares de pepino submetidas a cultivo em base agroecológica

  • Carolina dos Santos Cargnelutti Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul - UNIJUÍ
  • Roger Bresolin De Moura
  • Osório Antônio Lucchese
  • Jordana Schiavo
  • Leonardo Dallabrida Mori
Palavras-chave: Cucumis sativus; fertirrigação; semi-hidropônico; ambiente protegido

Resumo

O pepino (Cucumis sativus) possui grande importância econômica na produção de hortaliças. Altas produtividades em sistemas de base agroecológica exigem utilização de alternativas biológicas, como a inoculação de microrganismos promotores de crescimento. O estudo foi realizado em sistema semi-hidropônico de cultivo de base agroecológica, em ambiente protegido, com objetivo de avaliar a resposta de 3 cultivares de pepino, com e sem inoculação. O experimento foi realizado em uma casa de vegetação no município de Augusto Pestana/RS. Utilizou-se o delineamento experimental de blocos casualizados em subparcela, sendo a parcela principal o efeito da ação do inoculante com Azospirillum brasilense e na subparcela as 3 cultivares: Aodai (Isla), Caipira (Isla) e Feisty (Tecnoseeds), resultando em um fatorial 2x3 com 6 repetições. A inoculação em pepino apresentou resultados significativos, promovendo aumento de número de frutos, peso médio de frutos e produção total em todas as cultivares analisadas.

Publicado
2022-03-21
Seção
RTA - Desenho e manejo de agroecossistemas de base ecológica e em transição