Produção de alimentos e qualidade de vida em comunidades quilombolas: um resgate cultural com construção coletiva

um resgate cultural com construção coletiva

  • Mateus Schwanz Kuhn Centro de Apoio e Promoção da Agroecologia
  • Fábio André Mayer Centro de Apoio e Promoção da Agroecologia
  • Roni Carlos Bonow Centro de Apoio e Promoção da Agroecologia
  • Germano Ehlert Pollnow Universidade Federal de Pelotas
  • Cristiane Neutzling
Palavras-chave: Agroecologia, Segurança alimentar, autonomia

Resumo

Este relato apresenta a experiência de construção coletiva em quatro comunidades quilombolas no extremo sul do Rio Grande do Sul, executada pelo Centro de Apoio e Promoção da Agroecologia. Descreve o desenvolvimento de um projeto voltado para o protagonismo da mulher, que visa qualificar a água, as hortas e quintais orgânicos na busca da soberania alimentar, incentivando a sustentabilidade e a autonomia das comunidades quilombolas. Possibilitou a valorização da mulher na produção de alimentos, proporcionando maior diversificação de frutas e hortaliças, promovendo a segurança alimentar e a saúde da família, bem como a geração de renda através da inclusão de algumas famílias no programa de aquisição de alimentos. A metodologia do trabalho coletiva possibilitou o resgate cultural por meio de mutirões, incentivando a importância de práticas ecológicas. Além disso, trouxe a possibilidade de uso de uma tecnologia de baixo custo, o método de proteção de fonte caxambu, que garantiu água de qualidade nas comunidades quilombolas.

Publicado
2022-03-21