Biomassa acumulada acima do solo e fauna epiedáfica em um sistema agroflorestal com 5 anos de idade

  • Julio Cesar Farias Perez Universidade Tecnologica Federal do Paraná
  • Jéssica Camile da Silva
  • Dineia Tessaro
  • Joel Donazzolo
Palavras-chave: Sucessão ecológica vegetal; Serapilheira; Biofauna edáfica

Resumo

Este trabalho teve como objetivo estimar a quantidade de serapilheira acumulada acima do solo e a biodiversidade da fauna epiedáfica num sistema agroflorestal (SAF) que ficou sem manejo durante 5 anos, o qual foi criado no ano 2015 na unidade de ensino e pesquisa (UNEP) da Universidade Tecnológica Federal de Paraná (UTFPR), campus Dois Vizinhos, no estado Paraná. A importância remete em que SAF são recomendados como forma de manejo de Agroecossistemas com base ecológica que promove a transição para estágios mais sustentáveis no manejo dos recursos naturais.  Neles a matéria orgânica no solo e fauna edáfica são componentes principais para a recuperação da fertilidade integral do solo e por isso neste trabalho se procurou estudar esse quesito. Para fazer as coletas de serapilheira foi usado um molde de ferro de 0,25 m2 e foi recolhido o acúmulo de matéria orgânica acima do solo dentro do molde; posteriormente essa biomassa foi levada para aa estufa de circulação e renovação de ar com 60°C para sua secagem, permanecendo até atingirem peso constante, por aproximadamente 48 h, após foram pesadas em balança de precisão (0,01g) e os pesos secos foram extrapolados para valores por cada metro quadrado de solo. Para capturar e conhecer os organismos do solo se instalou armadilhas de queda do tipo Pitfall, as quais ficaram no solo durante 7 dias, sendo que após a desmontagem e traslado no laboratório os indivíduos foram separados e reconhecidos a nível de ordem, com microscópio estereoscópico aumentado em 40 vezes e chave taxonômica; neste caso foram calculados os índices de diversidade de Shannon-Wiener (H’) e equitabilidade de Pielou (J). Segundo os resultados, o SAF da UNEP da UTFPR-DV apresentou um acúmulo médio de serapilheira acima do solo numericamente igual à encontrada em fragmentos naturais de florestas nativas, em torno de 1 Kg/m2; essa diversidade de árvores associados em SAF proveem uma serapilheira diversificada que sustenta uma maior biodiversidade da fauna edáfica, resultando o índice de Shannon-w = 1,6 e Pielou = 0,8. Se recomenda o manejo das entrelinhas do SAF para permitir o ingresso de culturas de ciclo curto, as quais encontrarão um solo com melhores condições de fertilidade natural.

Publicado
2022-03-21
Seção
RTA - Desenho e manejo de agroecossistemas de base ecológica e em transição