Avaliação da diversidade edáfica em um cultivo de milho sob manejo de base ecológica

  • Daiane Aparecida Krewer CaVG-Ifsul
  • Maico Danúbio Duarte ABREU,
  • Stevan Pinheiro
  • Gustavo Schiedeck
Palavras-chave: fauna do solo; bioindicador; Provid.

Resumo

O solo é habitado por milhares de organismos responsáveis por diversas funções essenciais, destacando-se a fauna do solo, a qual apresenta grande sensibilidade às perturbações do meio e, por isso, podendo ser utilizada como bioindicador. Neste sentido, o presente trabalho teve como objetivo avaliar a diversidade edáfica existente em um solo cultivado com milho sob manejo de base ecológica através da comparação com uma área de mata nativa adjacente. O método de armadilhas de queda foi adotado para monitorar as duas áreas, sendo possível identificar 19 grupos taxonômicosConcluiu-se que o manejo de base ecológica, adotado no milho, apresentou parâmetros de preservação da biodiversidade, uma vez que a fauna edáfica não foi afetada, permitindo inferir que há condições adequadas para produtividade sem comprometer o ambiente.

Biografia do Autor

Daiane Aparecida Krewer, CaVG-Ifsul

Possui graduação em Ciências Biológicas (Licenciatura) pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos (2010), Especialização (Latu Senso) em Ciências e Tecnologia da Educação do Instituto Federal de Educação, Ciências e Tecnologia Sul-Rio-Grandense (Atual), Mestrado em Ensino de Ciências pelo Instituto Politécnico de Bragança - Portugal (Atual). Possui experiência em docência superior pela Universidade Federal de Manaus no curso de graduação em Ciências Biológicas na área Biologia, com ênfase em Biologia Geral (2011-2012).

Publicado
2022-03-21