Perfil dos consumidores orgânicos da Chácara Inhambu

  • Lucas Riefel Inacio Universidade Estadual do Rio Grande do Sul (UERGS)
  • Aline Correa Nunez Universidade Estadual do Rio Grande do Sul (UERGS)
  • Dionara Cordeiro da Silva Oyamburo Universidade Estadual do Rio Grande do Sul (UERGS)
  • Inayá Freitas Silva Universidade Estadual do Rio Grande do Sul (UERGS)
  • Laura Maciel Fernandes Universidade Estadual do Rio Grande do Sul (UERGS)
  • Claudio Becker Universidade Estadual do Rio Grande do Sul (UERGS)
Palavras-chave: Alimentos orgânicos, Agroecologia, Segurança Alimentar

Resumo

As redes de produção e consumo de alimentos orgânicos tem tido significafo avanço, atingindo os mais distintos contextos. Em Santana do Livramento/RS, desde 2017 existe uma iniciativa vinculada com estas premissas, denominada Chácara Inhambu. O objetivo deste artigo foi analisar o perfil dos consumidores de alimentos orgânicos inseridos na iniciativa supracitada. Metodologicamente, foram realizadas entrevistas através de formulário virtual enviados à totalidade dos consumidores, tendo 91 respondentes. Quanto ao perfil identificado, a maioria dos respondentes foram mulheres (82%), na faixa entre 40 e 50 anos (25%), com renda média entre 3 e 4 salários mínimos, com 65% consumindo orgânicos há menos de cinco anos. Os aspectos mais valorizados pelos respondentes foram os produtos locais, a relação entre a alimentação orgânica e a promoção da saúde. Concluiu-se que perfil e conforme as respostas fornecidas, há potencial para consolidação e ampliação da rede de produção e consumo analisada.

Publicado
2022-03-23
Seção
RTA - Economias dos sistemas agroalimentares de base agroecológica