Desempenho dos indicadores de produtividade de diferentes genótipos de tomate cultivados em ambiente protegido sob manejos de base agroecológica

  • Matheus Guilherme Libardoni Meotti UNIJUÍ
  • Christian Szambelam Zimmermann
  • Francisco Goi Eickoff
  • Jordana Schiavo
  • Eduarda Donadel Port
  • Osório Antônio Lucchese
Palavras-chave: Tomate; Cultivo protegido; Agroecológico

Resumo

O tomateiro Solanum lycopersicum L. é uma cultura olerícola de destaque no Brasil, com alto consumo. Para ter acréscimos em produtividade e reduzir impacto ambiental, a produção em ambiente protegido com uso do manejo de base agroecológica é uma excelente alternativa. O objetivo do estudo foi avaliar o comportamento e indicadores de produtividade de três genótipos de tomate (HS 1188, Serato F1 e Cupido) submetidos a quatro tipos de substrato (substrato 100%, casca de arroz 100%, substrato 66%+casca de arroz 33% e substrato 33%+casca de arroz 66%), em casa de vegetação, com manejo de base agroecológica. Foram avaliadas a altura de plantas, número de flores e frutos por planta até o 3º racemo e o percentual de frutificação. A cultivar Cupido apresentou melhor desempenho nos indicadores de produtividade. Para a fonte de variação substratos não houve diferença significativa.

Publicado
2022-03-18
Seção
RTA - Desenho e manejo de agroecossistemas de base ecológica e em transição