Rendimento de genótipos de batata em sistema cultivo orgânico

  • Wellington Bonow Rediss Universidade Federal de Pelotas
  • Gustavo Rodrigues Scheer
  • Eberson Diedrich Eicholz Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária
Palavras-chave: Solanum tuberosum, orgânico, produtividade

Resumo

O trabalho tem como objetivo a avaliação da produção de tubérculos e da produtividade das cultivares de batata (BRS Clara, BRS F63-Camila, BRSIPR Bel, Catucha e Macaca) em sistema de produção orgânico no estado do Rio Grande do Sul, buscando analisar o desenvolvimento das cultivares na região. O experimento foi instalado na Embrapa Clima Temperado, Estação Experimental da Cascata na safra de primavera 2020, após a colheita foi realizado a classificação comercial (>45 mm) dos tubérculos com posterior contagem e pesagem. Os genótipos BRSIPR Bel, F50-08-01 e F183-08-01 se destacaram na produtividade total de tubérculos (22460, 23016, 21988 kg ha-1) respectivamente. Já o genótipo BRS F63 – Camila obteve a maior proporção (78%) da massa de tubérculos comerciais. O genótipo BRS Clara apresentou um grande número de tubérculos de menor tamanho. Assim nas condições ambientas da safra, sem ocorrência de doenças, as cultivares e clones avaliados tem potencial para cultivo no sistema orgânico e; a cultivar BRSIPR Bel e os clones F50-08-01 e F183-08-01apresentaram produtividades superiores a 20 toneladas por hectare.

Publicado
2022-03-18
Seção
RTA - Desenho e manejo de agroecossistemas de base ecológica e em transição