A importância da relação entre o homem e o meio biofísico em uma unidade familiar no assentamento Benedito Alves Bandeira

  • SILVA, Mizael Cardoso IFPA-Campus Castanhal – Núcleo de Estudos em Educação e Agroecologia da Amazônia – NEA
  • SILVA, Jaciele Barbosa IFPA-Campus Castanhal – Núcleo de Estudos em Educação e Agroecologia da Amazônia – NEA
  • ROSAL, Louise Ferreira IFPA-Campus Castanhal – Núcleo de Estudos em Educação e Agroecologia da Amazônia – NEA
Palavras-chave: Vivência, Relação de trabalho, Trajetória Familiar, Recursos da propriedade

Resumo

O objetivo da experiência foi proporcionar uma integração dos discentes com os agroecossistemas
amazônicos, no Contexto da agricultura familiar, promovendo uma visão mais ampla
da relação homem-natureza, e de como essa relação pode influenciar na reprodução socioeconômica
de uma família de agricultores. Os dados foram obtidos durante o convívio com
a família por meio de observações, conversas informais e caminhadas transversais, observações
diretas e indiretas e a nível familiar. Os recursos da propriedade são manejados de
acordo com as observações e práticas realizadas ao longo da trajetória dos agricultores no
campo, procurando manter o equilíbrio no agroecossistema, uma vez que a natureza já deu
sinais de que o manejo inadequado lhes causará danos irreversíveis em curto prazo, o que
os levou a manejar seu sistema agrícola na perspectiva de mantê-lo sustentável e produtivo.
Para tanto, substituiu a capina pela roçagem; incrementou o feijão-caupi como Fonte de nitrogênio
e matéria orgânica para a pimenta do reino; substituiu o uso de adubos químicos por
materiais orgânicos, tais como: esterco bovino, esterco caprino, cascas de vegetais, folhas e
galhos, restos de alimentos. A experiência permitiu um olhar mais atento às estratégias que
os agricultores adotam, tornando a vivência um momento de reflexão à respeito de que cada
agricultor é um pesquisador.

Publicado
2018-08-22