Trabalhador do campo e as doenças causadas pelo uso de agrotóxicos

  • RODRIGUES, Suellen Fernanda Mangueira Universidade Federal de Rondônia (UNIR)
  • SILVA, Sergio Aparecido Seixas da Programa de Pós-Graduação em Ciências Ambientais, Unir, Campus de Rolim de Moura – RO
  • BORTOLETO, Débora Ferreira Medeiros Centro de Formação Técnica e Profissional de Cacoal
Palavras-chave: Saúde do trabalhador, Agricultura, Agroquímicos

Resumo

O agrotóxico juntamente com os diversos pacotes tecnológicos advindos da revolução verde,
trouxe como consequência impactos negativos em todo ecossistema, principalmente no que
tange a saúde humana. Sendo assim o objetivo desta revisão é relatar os malefícios causais
do uso dos agrotóxicos na saúde do trabalhador do campo. Os malefícios são identificados
de acordo com o grau de exposição aos agentes químicos, como tontura, vômito, dor de cabeça,
sintomas que perceptivelmente dura poucos dias e que ao longo do tempo traz danos
muitas vezes irreversíveis, como a perda de audição, aborto, câncer, suicídios e doenças congênitas
em recém-nascidos proveniente da exposição de seus genitores aos agroquímicos.
O manejo agroecológico vem como alternativa para uma agricultura mais limpa, levando em
consideração o bem estar de todo ecossistema, respeitando o meio ambiente, valorizando o
saber tradicional e uma sociedade justa, proporcionando qualidade de vida, saúde e renda
aos agricultores.

Publicado
2018-08-23