Levantamento de espécies de Plantas Alimentícias Não-convencionais PANC no Território de Experiências Interdiciplinares Agroecológicas TEIA/UFF, em Santo Antônio de Pádua, RJ

  • Drielen Oliveira Universidade Federal Fluminense
  • Leonardo Gama Campos Universidade Federal Fluminense
Palavras-chave: Educação do Campo, Educação em Agroecologia, PANCs, Sociobiodiversidade

Resumo

Plantas alimentícias não convencionais (PANC), possuem um enorme potencial para análise de solo e de promover uma complementação no padrão alimentar da população, sendo elas desprezadas no ciclo econômico da agricultura e muitas vezes reconhecidas como intrusas, mas com um potencial produtivo enorme por se tratarem de espécies espontâneas. Um conhecimento que pertence as comunidades tradicionais o consumo das Plantas Alimentícias não Convencionais proporciona aumento na qualidade de vida, pois elas possuem capacidades nutracêuticas elevadas, e também podem auxiliar de forma acessível uma observação parcial da composição e necessidades do solo.Visando a propagação e necessidade de enraizamento desse conhecimento, esse trabalho pretende demonstrar que o aparecimento de espécies espontâneas precisa ser observado e aproveitado no cotidiano.

Biografia do Autor

Drielen Oliveira, Universidade Federal Fluminense

Discente do curso de Licenciatura Interdisciplinar em Educação do Campo da Universidade Federal Fluminense - UFF

Publicado
2020-09-29
Seção
CBA - Biodiversidade e Bens Comuns dos Agricultores e Povos e Comunidades Tradic