Importância das feiras agroecológicas para as mulheres e para a construção da agroecologia

  • SILVA, Mylena Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE/SEDE)
  • SILVA, Luana Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE/SEDE)
  • SILVA, Luiza Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE/SEDE)
  • SILVA, Thayná Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE/SEDE)
  • FREITAS, Karine Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE/SEDE)
  • JALIL, Laeticia Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE/SEDE)
Palavras-chave: agricultoras agroecológicas, inclusão social, autonomia, feiras agroecológicas

Resumo

As mulheres rurais vivem em um Contexto de condições desfavoráveis de gênero. Todavia,
elas tem mostrado um crescente aprimoramento na sua auto-organização, como também na
força de sua participação política com reivindicações de direitos, autonomia e serem reconhecidas
como geradoras de renda econômica. Este artigo tem o objetivo de mostrar que a
participação das mulheres nas atividades econômicas é relevante, um exemplo disso é sua
atuação nas feiras agroecológicas, sendo importante por ser comercializado produtos mais
saudáveis, livres de agrotóxicos. Sendo assim, as feiras se tornam uma alternativa de melhoria
de renda e visibilidade política na vida dessas mulheres. Tudo isso é importante para seus
processos de empoderamento, mesmo que “a princípio não consigam enxergar o tamanho de
todo seu trabalho”. A agroecologia demonstra potencial para essas agricultoras enfrentarem
suas condições de vulnerabilidade e conquistarem mais poder nas esferas pessoal, produtiva
familiar e política.

Publicado
2018-08-22