Soberania e segurança alimentar: um olhar sobre as experiências de mulheres agroextrativistas do assentamento São Francisco em Buritizeiro/MG

  • FREITAS, Natalia L. Universidade Federal de Viçosa
  • SOUSA, Júnia Marise Matos de Universidade Federal de Viçosa
  • ROSADO, Marli S. Universidade Federal de Viçosa
Palavras-chave: Desenvolvimento Rural, Agroindústria Familiar, Alimentação, Frutos do Cerrado

Resumo

Este artigo tem como objetivo apresentar os resultados de experiências vivenciadas por mulheres
agroextrativistas do Assentamento São Francisco, localizado na região norte do estado
de Minas Gerais, na cidade de Buritizeiros. Junto a estas 10 mulheres, que se organizavam
em sistema de produção coletiva foi desenvolvido ações de extensão com foco desenvolver
ações para a promoção da segurança e soberania alimentar a partir de treinamentos sobre o
processo de implantação de Boas Práticas de Fabricação, embalagem e rotulagem. O foco
foi o aproveitamento integral dos frutos do cerrado para geração de renda. A Metodologia
utilizada para a construção dos dados desta pesquisa se pautou em oficinas diagnósticas e
observação participante, sendo os relatos e dados submetidos à análise dos conteúdos. Os
resultados revelaram que a produção dos alimentos apresentava carências relativas à variação
e diversidade de produtos e apresentação, o que limitava o valor agregado e valorização
do produto.

Publicado
2018-08-19