O modo de vida sertanejo e as relações socioeconômicas de camponeses de uma comunidade tradicional de fundo de pasto do semiárido baiano

  • ANDRADE, Nagila Souza Universidade Federal do Recôncavo da Bahia
  • BRITO, Crislayne dos Santos Universidade Federal do Recôncavo da Bahia
  • TROILO, Gabriel Universidade Estadual Paulista “Júlio Mesquita Filho”
Palavras-chave: Organização comunitária, Relação de produção, Convivência com o semiárido

Resumo

O objetivo deste trabalho foi analisar o modo de vida de famílias camponesas de uma comunidade
fundo de pasto e compreender a organização das mesmas para produzir sua subsistência.
Para tanto foi realizada uma investigação com duas famílias da comunidade de
Muquém, Monte Santo, Bahia. O modo de vida destas famílias e as formas de sociabilidade,
assim como as tecnologias sociais advindas de sabedorias tradicionais foram avaliados como
fatores fundamentais para se entender o potencial agroecológico presente na diversidade de
relações existentes nas formas de produzir e reproduzir a unidade familiar camponesa nos
fundos de pasto. Os aspectos tradicionais também presentes na cultura e nas relações sociais
e relações produtivas que estas famílias estabelecem na comunidade trouxeram grande contribuição
para a compreensão do modo de vida sertanejo em meio ao debate do campesinato
na atualidade.

Publicado
2018-08-19